domingo, 3 de julho de 2016

Você é um discípulo de Jesus?

O que é ser Discípulo de Jesus?

Um discípulo é uma "pessoa que segue os ensinamentos de um mestre" (Dicionário da Bíblia Almeida).
Visto que o mestre dos cristãos é o próprio Jesus, o verdadeiro discípulo aprende e segue a vontade do Filho de Deus.
Vamos pensar nas nossas atitudes e ações para ver se nós realmente somos discípulos de Jesus?

Apresentação

Jogo bingo sobre o tema Amor ao Próximo. Blog Trabalho para Jesus.

Bingo Amor ao próximo

Vídeo sobre a reação das pessoas a uma menina de 6 anos, dependendo da sua aparência.
video

domingo, 6 de março de 2016

Proposta curricular 2016

Mais um ano de oportunidade na seara do Cristo...
Oportunidade de se evangelizar,
de se reinventar,
de seguir em frente com a reforma íntima.

Este ano nosso centro espírita adotou a Proposta Curricular da FEEES para a evangelização. Clique aqui para acessar. 

Ontem, participei do curso "Educar para melhor semear", com Lúcia Moyses, da Federação Espírita do Rio de Janeiro.

Lucia falou sobre a importância da evangelização e reforçou o compromisso assumido ao se aceitar o trabalho. Ela contou histórias, deu exemplos, mostrou atividades práticas e métodos para diferentes idades. "Ninguém é evangelizador por acaso.  Nós nos preparamos para ser evangelizadores [...]. Acredito que  é só alimentar essa chama, porque existe! O desânimo é normal, as crianças às vezes desistem, a gente às vezes não tem muita ideia. Então tento trazer as ideias, as soluções, dar o instrumento para que o trabalhador não precise a cada dia buscar mais uma aula. Trabalhei a questão do conceito, quais são os processos mentais da aprendizagem, porque depois ele vai caminhar sozinho", enfatizou.

Entrevista com Lucia Moyses:


segunda-feira, 8 de junho de 2015

domingo, 5 de abril de 2015

Dia do livro

Bom dia, amigos! Pesquisando um pouco sobre o mundo da leitura, achei muito interessante a ideia do site http://francislainesilva.tumblr.com/ em que uma "maleta viajante" incentiva a leitura entre os alunos. Pode incentivar nossas crianças a ler. Na semana que vem comemoraremis o dia do livro e pensei em apresentar a maleta. Explicar sua função e sortear quem será o primeiro a levá-la para casa. Que tal?



Fonte do molde: http://drikaartesanato.com/2013/04/passo-a-passo-como-ampliar-desenhos-e-moldes-digitalizados-utilizando-impressora-2-parte.html

segunda-feira, 23 de março de 2015

O cego de nascença

Trabalhando com Jesus/Brincando com Jesus - Aula 20

Conte a história espírita infantil “O cego de nascença”, do livro Escuta, meu filho, de Aura Celeste:
“Os olhos de Isabel brilhavam de alegria, quando a avó lhe anunciou uma nova história.
- Vovozinha, eu pensava que Jesus curou todas as pessoas doentes que d’Ele se aproximaram...
- adiantou a menina, com um arzinho de timidez, referindo-se à história do dia anterior.
- Isso, querida, gosto que você conte comigo naquilo que lhe pareça estranho. De hoje em
diante, você deverá interromper-me todas as vezes que tiver alguma dúvida. Está combinado?
- Sim, Vovozinha - concordou a menina, ternamente animada pela compreensão e bondade da avó.
- Pois muito bem. Tenho de explicar-lhe o motivo pelo qual Jesus não curou todos os enfermos que O buscaram. Filha, é preciso que você saiba de uma coisa muito importante: a enfermidade é um dos sinais da condição doentia do Espírito. Quando um órgão material apresenta as manifestações de enfermidade, é porque o perispírito já está tomado da mesma.
Isabel arregalou os olhos e indagou:
- Como assim? Você já me falou várias vezes do perispírito, mas não me disse que ele possuía órgãos como o nosso corpo...
- Sim, meu bem. Em mundos como o nosso, onde as criaturas estão ainda sobrecarregadas de paixões grosseiras, o perispírito necessita de organização semelhante à nossa, a fim de que possa servir de intermediário ao Espírito nas relações exteriores.
Os olhos de Isabel tornaram-se maiores dentro das órbitas, à medida que a avó prosseguia na explicação. A boa senhora compreendeu que aquele assunto era demasiado profundo para o discernimento ainda frágil da neta.
- Filha, estas coisas você as entenderá bem daqui a quatro ou cinco anos. Mas, lembre-se disto: é necessário que você busque compreendê-las através do estudo, mesmo que eu não esteja mais a seu lado. De acordo?
- Oh, Vovó, por que você fala de coisas aborrecidas, quando a gente está tão alegre? Você vai ficar toda a vida comigo...
- Sim, filhinha, toda a minha vida, pois mesmo que a vida do corpo se extinga, como é lógico que aconteça um dia, a alma continuará vivendo e amando, aprendendo e servindo...
- Vovozinha, você se esqueceu da história prometida? - pergunta a menina, desviando o assunto.
- Não, não a esqueci. Você vai compreender melhor a situação dos enfermos curados e não curados por Jesus.
Na história de ontem, você viu um pobre cego, a caminhar por estradas desertas, numa longa e cansativa viagem, em busca do Mestre, a fim de suplicar-lhe luz para os olhos sem vida. E admirou-se de que o Mestre não atendesse à solicitação do cego. Hoje vou conduzi-la ao encontro do Mestre para que tenha uma idéia da sua grande missão.
Ele estava a caminho de Jerusalém, junto dos discípulos. Saíra de Cafarnaum sob a apreensão dos Apóstolos. Ninguém desejava aquela viagem, pois a intolerância judaica era mais acentuada ali, onde por várias vezes Jesus sofrera os espinhos da incompreensão projetados pelo orgulho daquela gente. Alguma coisa segredava aos corações dos abnegados colaboradores de Jesus que
ameaças, perseguições e quem sabe se até a morte, os aguardavam em Jerusalém.
- E aconteceu mesmo, Vovozinha? - indagou Isabel, com os olhos brilhantes de emocionada curiosidade.
- Sim, filhinha. Mas esta é narrativa para outro dia. Hoje, desejo apresentar-lhe o infeliz cego, que se achava à margem da estrada, por onde Jesus teria de passar... Ali se achava, paciente, à espera de um óbolo dos transeuntes.
- Você vai ficar muito admirada, Isabel - continuou docemente a avó - quando souber que é Jesus quem vai ao encontro do cego para curá-lo.
- E curou-o, Vovozinha?
- Sim. Aproximou-se do cego e disse-lhe umas palavras carinhosas, como só Ele sabia dizer. Do coração do Mestre fluíam vibrações poderosas, que atingiram a alma sensível e humilde do cego.
Um dos discípulos indagou de Jesus:
- Mestre, este é um cego de nascença. Quem terá pecado, ele ou seus pais?
O Cristo responde, com palavras cheias de sabedoria:
- Nem ele, nem seus pais pecaram. Aí está para que se manifeste nele a misericórdia do Pai.
- Cego de nascença? Mas, quem nasce cego não tem cura... admirou-se Isabel.
- Sim. Mas naquela hora Jesus molhou um pouco de terra com a Sua saliva, fez um pouco de massa, passou nos olhos do cego e o mandou banhá-los no poço de Siloé, próximo dali. Dentro de pouco o homem voltava completamente são, enxergando Jesus, os companheiros, as árvores, os passarinhos, tudo...
- Mas, como pôde ser isso, Vovó?
É que o cego era já um Espírito redimido. Viera ao mundo pelas portas da reencarnação, a fim de servir de instrumento para uma das mais impressionantes curas realizadas por Jesus.
- Mas como se explica isso, Vovó?
- É o próprio Jesus quem o afirma, respondendo aos discípulos: “Nem ele (o cego), nem seus pais pecaram. Veio para que nele se manifestasse a misericórdia do Pai”.
- Quer dizer que se o cego tivesse pecados não seria curado?
- Isso, filha. Pecados são erros que o Espírito comete.
- Compreendo, compreendo... - disse a menina.

Poucos segundos depois, demonstrando a ligeireza de suas reações íntimas, indagou cheia de apreensiva curiosidade:
- Será que meu perispírito tem muitas mazelas?
A paciente vovozinha sorriu, enlevada e feliz, e asseverou:
- Deus queira que você não tenha muitas... mas, amanhã, teremos mais histórias, meu bem.
Por hoje é preciso procurar o caminho da cama! Vai querida!
Um beijo terno foi o agradecimento da neta, que desapareceu rumo ao quarto de dormir, na ponta dos pés, em gracioso gesto”.


A idéia como sempre é reciclar!!! Você vai reaproveitar caixinha de leite para fazer o molde de um óculos, você pode perfurá-lo em toda a sua extensão e pedir para a criança alinhavar uma fita por entre os buraquinhos e colar até lente com papel celofane. Assim, poderemos ir brincar no pátio do posto de assistência para visualizar as belezas da criação divina.
Fonte:http://jardineirasdeplantao2.blogspot.com.br/2012_04_01_archive.html
*********************************************************************
Um vídeo:

***************************************************************************

Fonte:http://transmitindoheranca.blogspot.com.br/2012_09_01_archive.html

#########################
Atividades do site http://permita-se7.blogspot.com.br/2013/08/encontro-para-catequese-jesus-cura-o.html
Atividades:
Primeira: dividir a turminha em grupos para montar a história na cartolina e escrever o que aprenderam


Segunda: pintar o desenho (individual) - levar estilete

O paralítico da piscina

Lindo avental para trabalhar a cura de Jesus do paralítico da piscina : http://zulmiramoreira.blogspot.com.br/2012/09/avental-de-historias-cura-de-um.html

Hoje eu vou iniciar as postagens de diversos aventais que fiz para dar aulas para os pequeninos na minha igreja.

O avental de hoje é da história da cura de um paralítico no tanque de Betesda, que está em João 5:1-9.



Primeiro, bolei um cenário para o avental. Dei uma estudada de como era esse tanque, onde ele ficava e criei o visual acima.

Mas o detalhe deste avental está no tanque.


Fiz um bolso no tanque, como na foto acima.


Veja como ficou atrás, um bolso mesmo, igual ao de uma roupa. Outro detalhe é que só quem vai contar a história sabe que tem esse bolso, pois nele acontecerá a cura de um outro paralítico, que não o personagem principal da nossa história.


E, para representar a cura desse paralítico fiz dois bonecos em EVA iguais, só que um doente (paralítico - representado pelas muletas) e o outro já curado.


Daí coloquei o boneco curado dentro do bolso do tanque e deixei-o escondido. As crianças não podem saber que ele está lá.

Então montei a história com outros personagens: o paralítico na cama, outro doente (um cego), outro paralítico que vai tomar banho no tanque e ficar curado e o anjo.
Daí começei a contar a história que tinha um tanque... que quando o anjo aparecia e tocava nas águas o primeiro que entrasse ficava curado.


Nesse momento eu coloco o paralítico dentro do tanque no bolso e ...

... retiro o paralítico curado! É claro que você não pode deixar as crianças verem os dois juntos como na foto acima. Eu coloquei assim, somente para vocês verem a troca.

Prosseguindo a história, havia um homem paralítico que estava na cama... Veja que eu coloquei bailarina nas pernas e braço do paralítico para dobrar como se ele fosse aleijado.

Então Jesus aparece e mando o homem levantar e tomar a sua cama.

Eu enrolei a cama, amarro e prendo na mão do homem com um velcro.

E aqui estão todos os personagens juntos.

O avental foi feito todo de TNT com detralhes em EVA e fitas e as bordas foram feitas com viés. Já os personagens foram feitos com EVA. O bom é que você pode usar os personagens para outras histórias.

E assim termina o post de hoje. Caso você não tenha tanto habilidade e queira comprar seu material para EBD e outras ocasiões eu faço para você qualquer história e envio para qualquer lugar do Brasil, bastando você enviar um e-mail para zulmiramoreira@hotmail.com.

Beijinhos e até o próximo post.

Zulmira.

#####################################################################

Outra aula interessante no link http://uniaoinfantil.blogspot.com.br/2010/07/o-paralitico-da-piscina-de-betsaida.html

O paralítico da piscina de Betsaida

  • Prece Inicial
Contar a História : 

No tempo de Jesus, eram construídos tanques de pedra, como piscina, para armazenar água que vinha de fontes ou de chuvas.
Nas proximidades de Jerusalém, havia uma piscina bem conhecida, chamada Betsaida. Em certas épocas do ano suas águas se movimentam e os judeus acreditavam ser a mão de um anjo que as movia. Muitos doentes, paralíticos, coxos, para lá iam com esperanças de cura. Diziam que se uma pessoa entrasse nela, assim que as águas se movimentassem, seriam curadas. Nesse lugar, Jesus curou um paralítico.

Era sábado, Um homem que há 38 anos era paralítico estava deitado próximo à piscina. Jesus chegando perto dele perguntou:
-"Queres ficar curado?"
- Não tenho ninguém para me ajudar a entrar na piscina. Demoro para chegar até lá e quando chego, outro já desceu antes de mim.
-"Levanta-te, toma teu leito e vai-te".
Na mesma hora saiu andando, carregando seu leito. Os judeus o repreenderam por ser curado e por transportar o leito em dia de sábado. Era um dia que não faziam nada.
" No mesmo dia, torna a encontrar-se com Jesus no Templo; Jesus lhe fala:
-"Vês que foste curado, não tornes a pecar para que não te sucedam ainda coisas piores".
" Os judeus repreenderam Jesus, porque ele havia curado em dia de sábado".
E Jesus lhes respondeu:
- " O meu pai não cessa de trabalhar até hoje e eu trabalho também incessantemente".

Na verdade o que Jesus fez, foi movimentar as energias, chamadas fluidos, com o seu poder de fazer o bem e retirar a doença das pernas do paralítico.
Substituindo o que estava doente e impedia o movimento das pernas por saúde ou normalidade. Foi a Cura instantânea. Para que Jesus pudesse realizar essa cura, houve muita fé do paralítico e também merecimento. Jesus também aconselhou o paralítico que não fizesse maldades e que amasse o seu próximo. A medicina hoje tem aparelhos que fazem coisas parecidas, como por exemplo, raio laser, radioterapia, etc. Nesse caso tratamentos, não há a eficiência do poder de Jesus.

Técnica do boneco - levar um boneco feito de papel, com um furo no meio; linha; lã. Passar a linha pelo furo, prender em duas extremidades, de maneira que o fio fique bem esticado. Esfregar a caneta de plástico várias vezes no cabelo ou em um pedaço de lã e aproximá-la do boneco, fazendo com que ele se mexa (com a ação da energia).
         
 Perguntar: se eles sabem o que fez o boneco mexer.
     
Todos possuímos energias que se originam nos pensamentos, sentimentos e atitudes; essas energias podem ser positivas ou negativas. Pedir que os evangelizandos citem exemplos de pensamentos e atitudes e suas conseqüências.

EXEMPLOS: ser amigo, perdoar, prece - salientar a grande força de energia das preces feitas com o coração. Nesse momento o evangelizador poderá pedir que as crianças peguem nas mãos umas das outras ou se abracem, explicando que o carinho é uma forma de energia.

Jesus se utilizava de energia para curar.

Mulher encurvada
O paralítico da piscina de Betsaida
Mulher hemorroíssa
A cura do leproso
O cego de Jericó
A filha de Jairo.

Jesus conhecia a energia que vinha das pessoas; ele só emitia bons fluidos e com eles ajudava muitas pessoas e curava doentes. As pessoas achavam que Jesus fazia milagres. Milagres são acontecimentos que vão contra a Lei de Deus e que não conseguimos explicar. Jesus não fez milagres. Ele curava as pessoas usando energia e muito amor. As pessoas para serem curadas tinham que ter fé e merecimento. Por isso Jesus dizia: "Se tiveres fé" ou "A tua fé te salvou". Jesus curava pelo olhar, através de palavras, à distância, impondo as mãos.
           

Atividade de classe: 
Pedir para cada um fazer um pedido. E colar este pedido na geladeira, e pedir com muita fé, ou seja, transmitir bons pensamentos, energias positivas. 
A atividade é para a criança perceber que ela possui muitas energias positivas e que pode transmití-las aos outros. 

ATIVIDADE

quarta-feira, 18 de março de 2015

O Gigante Egoísta - Historinha Infantil

A Cura dos 10 Leprosos

Esse é o tema da nossa próxima aula.
Procurando materiais pela internet, encontrei planos de aula e atividades bem interessantes.
A ideia é diversificar mais as aulas de evangelho, levando para as crianças poesias e músicas sobre os tema proposto.








TvNAVE - A conta da Vida

segunda-feira, 2 de março de 2015

Retorno da Evangelização 2015

Está quase tudo preparado para o retorno da Evangelização 2015.
Vejam a plaquinha para a porta da sala:



terça-feira, 13 de janeiro de 2015

Preparação para retorno da envangelização

Nossa evangelização está em férias, mas já estamos nos preparando para o retorno após o carnaval, com lindas lembrancinhas selecionadas por Tia Alice Lírio, e com o projeto de um Cantinho da Leitura!
Seguem fotos para inspiração...




sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Encontro entre Jesus e Pilatos - julgamento de Jesus

Atividade sobre o tema Meu Reino Não é Deste Mundo - encontro entre Jesus e Pilatos. Diálogo do Evangelho de João.

Teatro de Dedoches. Inspirado em atividade do blog http://www.jardineirasdeplantao2.blogspot.com.br/
 e dedoches do site http://quadrinhoalp.com/fantoches/dedoche-alp/.

Link do vídeo gravado pelos evangelizando: https://www.facebook.com/video.php?v=1461337837440820&l=4447029908452091959